2007-02-23

Um amigo: José Afonso


Passam-se hoje 20 anos sobre o falecimento de José Afonso. Mas as suas baladas e cantigas continuam connosco. Vivas:

“Vejam bem
que não há só gaivotas em terra
quando um homem
quando um homem se põe a pensar"

Sobre este tema, escreveu José Afonso (in
No verso do Verso”): “VEJAM BEM - Música do filme "O Anúncio", a apresentar no Festival de Cinema Amador pelo Cineclube da Beira. O filme foi projectado em sessão privada, ainda incompleto e sem diálogos. Um homem procura emprego num escritório, dirige-se ao gerente de uma firma conceituada, a capatazes e mestre-de-obras. Em vão! Privado de fundos, vê-se obrigado a dormir ao relento e a roubar para comer. Na retrete de um restaurante, único lugar onde não é visto, devora apressadamente dois ovos que metera ao bolso, aproveitando-se da algazarra geral (…).”

“Quem lá vem
dorme à noite ao relento na areia
dorme à noite ao relento no mar
dorme à noite ao relento no mar"

………………………………..

Ilustração: Fotografia recolhida em
http://pt.wikipedia.org/wiki/Zeca_Afonso

1 comentário:

JG disse...

Um amigo que sobrevive no meu coração. Obrigado por tão bela homenagem.

Abraço