2009-12-14

... E as cegonhas ficaram sem ninho!



Há cerca de um mês anunciei que o regresso das cegonhas representava “o começo de um novo ciclo, o retomar da esperança na vida – apesar das alterações climáticas e dos dissabores do quotidiano”.

Hoje (09/12/14) é com tristeza que informo que o ninho foi destruído. Destruído!

Pelo meio da tarde - fria, muito fria apesar do sol - ao aproximar-me da ponte sobre a Ribeira de Muge reparei que o ninho das cegonhas que acompanhamos não estava lá, no topo do poste. Magoado, parei o carro e registei o facto. Para agir como prometi.

O voo inquieto das cegonhas - ao fundo, numa das fotografias - denuncia que aquele ninho não terá sido o único a ser destruído… Que pena não ter registado a intervenção da brigada da
EDP – que, numa carrinha de caixa aberta, passou diante de minha casa…
……………………….
Ilustração: Fotografias por Duarte d’Oliveira (09/12/14).

1 comentário:

Saúde Ambiental... disse...

Olá colega.
Quase um mês depois, folgo em saber que se encontra em condições para voltar a dar-nos notícias no seu Jornal. É bom tê-lo de volta, ainda que a primeira notícia que aqui coloca não seja a mais agradável.

Um forte abraço e Feliz Natal para si e para os seus.