2008-03-26

Os Mascarenhas


Os Mascarenhas são profissionais de saúde. Um é licenciado em Medicina e o outro em Saúde Ambiental. Ambos trabalham na mesma unidade de saúde, algures neste país – localizado na Europe’s Weast (sic) Coast. O primeiro exerce a profissão de Médico de Clínica Geral (MCG); o outro, a de Técnico de Saúde Ambiental (TSA).

Recentemente, alguém telefonou para o Centro de Saúde para falar com o Dr. Mascarenhas. A telefonista orientou a chamada para o médico, que, depois da trivial troca de saudações, ouviu:

- Então, Dr., esqueceu-se?... Ainda não nos enviou o Resumo da Comunicação…

- Resumo da Comunicação? – questionou o Dr. Mascarenhas, surpreso. – Não estou a perceber!...

- Ora, Dr., o Resumo da Comunicação que apresentará no Seminário sobre…

- Desculpe – instou o médico –, mas há aqui um equívoco. Eu não sei do que está a falar-me…

Já noutro tom de voz, mais formal, quem telefonava perguntou:

- Não é o Dr. Luís de Mascarenhas, do Centro de Saúde de (…)?

- Não – respondeu o médico, prontamente. – Eu chamo-me Miguel de Mascarenhas.

- Tem razão, Dr.… - concordou a interlocutora. – Eu preciso de falar com o Dr. Luís de Mascarenhas. – E depois de uma pausa, breve, prosseguiu: - O Dr. não me pode passar a chamada?

- A quem?

- Ao Dr. Luís de Mascarenhas, Técnico de Saúde Ambiental…

- Ao Técnico? – interrompeu o clínico, que observou, num tom agastado: - Mas o Técnico é o funcionário das águas, das vistorias… Não é doutor! – E, perguntou, sinuoso: - Não me diga que o Mascarenhas se identificou como médico…

- Não, Dr. – esclareceu a senhora -. Nós convidámos o Dr. Luís de Mascarenhas, licenciado em Saúde Ambiental, com uma pós-graduação em (…) e mestre em (…) para apresentar uma comunicação sobre a matéria que foi objecto da sua tese…

Intempestivamente, o médico pôs fim à chamada e poisou o auscultador, sem dissimular a irritação.

Desde aquele telefonema, o MCG evita o TSA.

……………………….
Ilustração: Desenho recolhido emA Educação do meu Umbigo”.

………………………….
ND: Por razões várias, que nos parecem facilmente perceptíveis, disfarçámos os nomes e as circunstâncias, Mas asseguramos que o episódio é verídico. Como se adverte no genérico de alguns filmes (permitam-nos a perversão) “qualquer semelhança com a realidade é conscientemente intencional”.

2 comentários:

Bloteigas disse...

Essa é, de facto, uma realidade.
Há pouco tempo foi desenvolvido pelos alunos estagiários de SA da ESTeSL, que por aqui vão passando, um trabalho, com a aplicação de um questionário a funcionários do Centro de Saúde. Pretendia-se perceber o que sabem de nós (TSA) os restantes profissionais dos cuidados de saúde primários.
Pasmem-se!!... Irei procurá-lo e, oportunamente, divulgarei algumas conclusões.

teessea disse...

De facto, são percentualmente poucos os profissionais de saúde que sabem quais são as atribuições e competências dos TSA. Procure, encontre e comente as conclusões do Questionário. Que nós, aqui no JSA, divulgaremos o “post” e estabeleceremos uma hiperligação.